Conservador vs Liberal

Certa feita, em uma discussão de tese jurídica no trabalho, defendi um posicionamento que, posteriormente, foi taxado de “conservador” por meus colegas. Fiquei com a pulga atrás da orelha (mas, se procurei apenas justificar racionalmente a tese que defendida…). Comecei a notar, a partir de então, quão relativa e tendenciosa é a classificação que se faz de que algo é “conservador” ou “liberal”.

Geralmente, quando se chama alguém de conservador, quer se dar a conotação pejorativa de uma pessoa retrógrada e ultrapassada, que resiste aos “novos tempos” e a “nova mentalidade”. Por outro lado, o liberal é alguém “prafrentex” que desbarata tabús em prol do progresso da humanidade.

Não sei se isso tem haver com os anos 60, Woodstock e o movimento hippie, cujos arautos proclamavam o “é proibido proibir” e propugnavam uma completa reviravolta nos costumes e valores da sociedade. Certo é que estamos colhendo os frutos desta mentalidade: o mundo moderno é um lugar medonho, violento, individualista e hedonista.

Mas não pretendo aqui dizer como um amigo, que afirma ter nascido na época errada (segundo ele, com 200 anos de atraso), ou falar como certas vovós saudosistas (“-Esse mundo está de pernas para o ar! No meu tempo é que era bom!). Sem sombra de dúvida o mundo evoluiu em diversos aspectos, como no progresso das ciências e da tecnologia; no reconhecimento praticamente universal dos direitos humanos etc. Mas não se deve rechaçar o passado, ou antigas tradições e valores, pelo simples fato de ser “velho” e refletir uma mentalidade “conservadora”.

Devemos, sim, fazer um acolhimento racional daquilo que é tradicional, aprimorando-o com as conquistas dos tempos atuais através do filtro da verdade e da razão.

Étienne Gilson diz que  “há um problema ético na raiz das nossas dificuldades filosóficas; nós homens somos muitos voltados a buscar a verdade, mas reticentes em aceitá-la. Não gostamos que a evidência racional nos encurrale, e inclusive quando a verdade está aí, na sua impessoal e  imperiosa objetividade, continua de pé a nossa maior dificuldade: para mim, submeter-me a ela, apesar de não ser exclusivamente minha […]. Os maiores filósofos são aqueles que não titubeiam na presença da verdade, mas lhes dão as boas vindas com estas simples palavras: Sim, amém” (A filosofia na idade média São Paulo. Martins Fontes, 1998).

Não se trata, assim, de ser “conservador” ou “liberal”. Devemos ser filósofos, no sentido pleno da palavra, ou seja, amigos da sabedoria, e portanto, da verdade, mesmo que ela tenha sido desvendada por medievais ou pelas vovós saudosistas.

Anúncios

Tags: ,

4 Respostas to “Conservador vs Liberal”

  1. R.S Says:

    Tata, gostei muito do texto!

    Abs,
    R.S

  2. Joao Malheiro Says:

    “A Tradição é o passado tornado presente para a construção do futuro” H. Arendt

    Quando existe o desprezo da Verdade, no fundo o que se busca é “criar” uma verdade ilusória, que depois na prática depois se acaba sofrendo muito mais. É uma alegria burra.
    O homem inteligente consegue descobrir que aceitar uma Verdade não é necessariamente obrigar-se nuns limites, mas exercitar-se numas escolhas que o deixam mais feliz, além de que depois sofre muito menos… como queria quem nos projetou!

  3. J.V. Says:

    Muito bom o seu texto. Bem iniciado (um bom gancho), bom desenvolvimento e referenciado. Você esta ficando bom nisso Tatarana ;-).

    Abraços

  4. Sergio Mattos Says:

    Num passeio de carro estava eu de co-piloto e propus ao motorista que escutassemos um CD de MPB mais antigos…até a quinta música a pessoa aguentou e pediu para tirar o CD (já tinha enjoado mesmo), a questão foi o comentário feito depois por esta pessoa na presença de uma outra. – Que música de velho!!! Esta é a mentalidade de um conservador, não está aberto ao novo e já pré-julga mal aquilo que não agrada-lhe num primeiro momento, entra aí a nossa resistência.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: