VIVER É MUITO PERIGOSO

Lendo o artigo “O verdadeiro sucesso escolar” do blog http://malheirodesagres.blogspot.com/ , recordei-me de uma passagem de Guerra e Paz, do grande Tolstói, nestes termos:  “Às vezes lembrava-se de ter ouvido contar que os soldados na guerra, nas linhas avançadas, sob o fogo do inimigo, quando ociosos, procuravam uma ocupação qualquer para mais facilmente esquecerem o perigo. A seus olhos os homens sempre procediam como esses soldados, na esperança de se esquecerem da vida, e davam-se à ambição, ao jogo, elaboravam leis, entretinham-se com as mulheres, divertiam-se, criavam cavalos, dedicavam-se à política, ou à caça, ou ao vinho, ou aos negócios públicos. ‘Em conclusão, nada há desprezível, nada há importante, tudo é indiferente’, pensava Pedro, ‘desde que uma pessoa saiba subtrair-se a essa realidade da vida, desde que uma pessoa não se veja frente a frente com a vida, esta terrível vida!“.

“-Viver é muito perigoso”, diz o jagunço Riobaldo, assim como o aviso de perigo que se coloca no rótulo de um produto venenoso, para que seja corretamente manuseado.  Mas não é bom fazermos de tudo para nos distrair e esquecer do “risco da vida”. Caso contrário, caímos no indiferentismo e acabamos envenenados.

Anúncios

Tags: , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: